Testemunha Que Mentir Em Ação Trabalhista Podes Pegar A

20 May 2019 16:15
Tags

Back to list of posts

<h1>Treze Mitos A respeito Reforma Que Voc&ecirc; N&atilde;o Tem que Crer Antes Da Obra</h1>

<p>Desconhecido do p&uacute;blico franc&ecirc;s at&eacute; a semana passada, o ex-chefe da seguran&ccedil;a do presidente Emmanuel Macron, Alexandre Benalla - filmado &quot;disfar&ccedil;ado&quot; de policial batendo em um manifestante ca&iacute;do no ch&atilde;o - se tornou o piv&ocirc; de um esc&acirc;ndalo de Estado. As suspeitas de prote&ccedil;&atilde;o e benef&iacute;cios de Benalla desestabilizam o governo franc&ecirc;s e afetam a imagem de &quot;Rep&uacute;blica exemplar&quot; que Macron fixou como um dos pilares de teu mandato.</p>

<p>O &quot;senhor seguran&ccedil;a&quot; de Macron, como &eacute; chamado Benalla pela imprensa francesa, foi filmado agredindo manifestantes durante protestos do dia 1&deg; de maio em Paris. Ele estava utilizando um capacete e bra&ccedil;adeira da pol&iacute;cia. Em suposi&ccedil;&atilde;o, Benalla participava, a seu pedido, apenas como &quot;observador&quot; da a&ccedil;&atilde;o policial nas manifesta&ccedil;&otilde;es. Ele n&atilde;o poderia usar apetrechos Projetos De FACHADA intervir na opera&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>Os videos, que o comprovam afastando &agrave; for&ccedil;a uma jovem do lugar e batendo muitas vezes em um homem ca&iacute;do no ch&atilde;o, foram apresentados s&oacute; no dia dezoito de julho pelo jornal Le Monde. A puni&ccedil;&atilde;o da presid&ecirc;ncia foi considerada muito branda na oposi&ccedil;&atilde;o. Assim como houve numerosos questionamentos em conex&atilde;o ao epis&oacute;dio de a Justi&ccedil;a n&atilde;o ter sido informada a respeito as agress&otilde;es. Benalla, que ocupava o cargo de adjunto do chefe de gabinete de Macron, s&oacute; foi demitido em vinte de julho, dois dias ap&oacute;s o Le Monde ter publicado os filmes.</p>

<p>O pal&aacute;cio do Eliseu comentou &quot;elementos novos&quot; para esclarecer a demiss&atilde;o: o fato de que Benalla recolheu imagens das c&acirc;meras de seguran&ccedil;a da pra&ccedil;a onde aconteceu a crueldade - ele n&atilde;o tinha o direito de No Momento, Esperan&ccedil;as S&atilde;o Menores Do Que Preocupa&ccedil;&otilde;es, Reitera Caetano as filmagens. Com s&oacute; vince e seis anos, o jovem nascido em um bairro indigente de &Eacute;vreux, na Normandia, estava presente a cada deslocamento de Macron e assim como assegurava a prote&ccedil;&atilde;o do presidente e de sua esposa em momentos familiares.</p>

<ol>
<li>Neusa A.S. Cardoso says</li>
<li>Pedreiros e pintores</li>
<li>1 - Explore Arm&aacute;rios e Prateleiras</li>
<li>Rubens de moraes</li>
<li>dez - Papel de parede</li>
<li>Invista em itens modernos</li>
<li>Fique ligado &agrave;s medidas e ao padr&atilde;o da cama</li>
<li>vinte e nove de janeiro de 2013 em 11:23</li>
</ol>

<p>De acordo com a imprensa francesa, essa proximidade dificilmente foi vista no caso de um civil repentinamente encarregado de cuidar o presidente, sem ter uma real qualifica&ccedil;&atilde;o na &aacute;rea, segundo profissionais do setor. Grupo de Seguran&ccedil;a da Presid&ecirc;ncia da Rep&uacute;blica (GSPR) ao jornal Le Parisien. O GSPR &eacute; a equipe oficial de seguran&ccedil;a do presidente, ligada ao Minist&eacute;rio do Interior. Benalla, com experi&ecirc;ncia apenas na seguran&ccedil;a privada, teria elaborado uma equipe paralela encarregada da prote&ccedil;&atilde;o de Macron, que atuava no mesmo patamar do GSPR, chamada de o &quot;bando do Alexandre&quot;, segundo jornais franceses.</p>

<p>Benalla integrou o Movimento dos Jovens Socialistas no momento em que tinha 19 anos. +71 Modelos Pra ti Escolher do Partido Socialista, de esquerda, na Normandia. De acordo com populares, ele sempre quis ser seguran&ccedil;a de personalidades e era fascinado pelo filme O Guarda-Costas com Whitney Houston e Kevin Costner, anuncia a imprensa francesa.</p>

<p>Antes de ser chamado pelo Partido Socialista, em 2012, pra trabalhar pela seguran&ccedil;a da campanha presidencial do candidato Fran&ccedil;ois Hollande, Benalla havia sido guarda-costas de alguns artistas e pol&iacute;ticos. Ele bem como trabalhou apenas uma semana para o ministro Arnaud Montegourg, do governo de Hollande. Contratado como motorista e seguran&ccedil;a, Benalla provocou um acontecimento de tr&acirc;nsito e quis fugir, conta Montebourg, que o demitiu prontamente. Depois de Macron anunciar sua candidatura &agrave; presidencial, no fim de 2016, Benalla foi contratado como causador da seguran&ccedil;a do movimento Em Marcha! Naquela data, ele quis comprar pistolas de balas de borracha e escudos antimotim para a campanha, o que foi recusado pelo Em Marcha!</p>

<p>Nos &uacute;ltimos dias, inmensur&aacute;veis relatos sobre o modo destrutivo de Benalla vieram &agrave; tona. Ele n&atilde;o hesitava em conceder ordens r&iacute;spidas e broncas, at&eacute; mesmo a chefes da pol&iacute;cia, ou fazer demonstra&ccedil;&otilde;es de pot&ecirc;ncia, como no momento em que levantou um fot&oacute;grafo que ele julgou estar muito pr&oacute;ximo de Macron - na data, ainda candidato.</p>

<p>Alguns jornais o apelidaram de &quot;Rambo&quot; ap&oacute;s a divulga&ccedil;&atilde;o dos filmes. Benalla teve uma ascens&atilde;o r&aacute;pida e conseguiu muitos privil&eacute;gios. Entre eles, um grande apartamento funcional no sofisticado Quai d'Orsay, &agrave;s margens do Sena, onde residem colaboradores de primeiro escal&atilde;o do presidente, e um crach&aacute; de acesso ao hemiciclo dos deputados no Parlamento.</p>

<p>Macron havia anunciado no come&ccedil;o de julho um projeto de reforma do esquema de prote&ccedil;&atilde;o do presidente, Vinte e um Quartos Que A Tua Filha Vai Amar s&oacute; do Pal&aacute;cio do Eliseu, sem o controle da pol&iacute;cia, o que desagrada o Minist&eacute;rio do Interior. Benalla, de acordo com a imprensa, poderia comandar uma das unidades de seguran&ccedil;a do presidente. De acordo com a revista L'Express, a liga&ccedil;&atilde;o de Benalla com Macron causava vasto surpresa no pal&aacute;cio do Eliseu e fora dele. Foi aberta uma comiss&atilde;o de inqu&eacute;rito no Parlamento, que interrogou nessa segunda-feira o ministro do Interior, G&eacute;rald Collomb, e o secret&aacute;rio de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica de Paris. Tamb&eacute;m foram abertas investiga&ccedil;&otilde;es judici&aacute;rias e administrativas.</p>

decoracao-minnie-rosa-decoracao-provencal-minnie-rosa.jpg

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License